Cada um tem o seu Tempo

Muitas pessoas podem se perguntar: Mas como que faz quando uma pessoa com baixos recursos financeiros tem, por exemplo, distúrbios gastrointestinais, não pode ficar ingerindo qualquer comida, e precisa comer comidas mais saudáveis (que são mais caras)? Ou qualquer outro problema que gere mais despesas?


Essa é uma questão um pouco complexa de se entender.


Cada alma reencarna aqui com uma missão pessoal a ser cumprida. Essa missão está, primeiramente, relacionada ao próprio aprimoramento pessoal. Se as mudanças que essa pessoa fizer afetarem positivamente as outras pessoas, ótimo! Mas o foco principal é sempre em si mesmo. Então, antes de reencarnar ela vai procurar por uma família, um país, um ambiente… que tenham condições de aflorar aquilo que ela precisa resolver (a sua missão).

Por exemplo, se uma pessoa está precisando aprender a valorizar o dinheiro porque em vidas passadas ela acabou gastando demais, esbanjou riqueza, ou roubou, trapaceou, explorou, usou de forma negativa… na próxima vida ela irá querer nascer numa família pobre, e não novamente numa família rica ou da classe média. O foco principal nesta vida será a pobreza ou a dificuldade em fazer dinheiro. Assim, ao longo da vida, ela irá sofrer, ter diversos problemas relacionados a isso, mas, se ela souber usar seu poder de escolha para reverter essa situação difícil transformando num aprendizado, numa experiência, num crescimento… será muito benéfico. E o seu principal propósito desta vida será cumprido. Agora, se ela se desligar da sua essência, se perder nesse mundo material, se deixar contaminada pela mídia, por pessoas negativas, não estudar o que não é ensinado nas escolas… esquecerá do motivo desta reencarnação e tenderá a reclamar, se vitimizar, se lamentar, achar que a vida é assim mesmo, que os pobres não tem vez, que os ricos são safados… criando uma série de crenças limitantes que bloquearão sua renda financeira e sua vida em geral. E o que aconteceria se essa pessoa que precisa muito aprender a valorizar o dinheiro, nascesse numa família em que o dinheiro não fosse o principal problema? Provavelmente ela teria o que quisesse ou não se esforçaria tanto para comprar o que deseja. Onde está o crescimento, o aprendizado, a luta pela sobrevivência? 


Em relação ao exemplo da alimentação, é um pouco mais interessante. Normalmente, se uma pessoa veio para aprender a se alimentar corretamente, é muito provável que ela nasça numa família em que os pais tenham hábitos alimentares equivocados. Justamente para que ao longo do tempo ela possa aprender, entender e ter um motivo para se alimentar direito. Nesse caso, o foco principal é mudar o seu padrão alimentar, que irá gerar custos mais caros com comidas. Então, ela não irá nascer numa família que tenha problemas financeiros. Ou então, se essa transformação acontecer na fase adulta, de alguma forma ela irá ter uma “ajuda" em relação ao dinheiro, não necessariamente ajuda dos outros, mas ela mesmo, consciente ou inconscientemente, irá criar formas de ter esse dinheiro que precisa… Porque o problema, desde o início, não é a falta de dinheiro, e sim cuidar da alimentação. Acredito que, nesses casos, se a pessoa tiver plena consciência desse propósito, fizer a sua parte, se esforçar, querer mesmo fazer essa transformação, ajudas de todo tipo (materiais e espirituais) chegam até ela. Em suma, geralmente almas que irão precisar de altos recursos financeiros não nascem em famílias pobres ou não terão dificuldades financeiras ao longo da vida, principalmente se essa alma tiver um grande potencial de transformação.

O que escrevi aqui não é 100% exato… há exceções… claro que existem pessoas que precisam de coisas caras e não tem dinheiro. Isso é outra história. A meu ver há três hipóteses: 

1. Essa alma está tão atrasada em relação à sua evolução pessoal, que precisa resolver ambas as questões urgentemente nesta vida. Então, ela vem sobrecarregada de pendências a serem cumpridas ou aperfeiçoadas numa única vida. 

2. Era pouco provável que nesta vida essa alma fosse lidar com esse problema que requer altos recursos financeiros. Mas como todos nós temos livre arbítrio, por algum motivo ela escolheu lidar com isso. É como se ela tivesse acordado, em vida, para o propósito da reencarnação. Nesse caso, seu destino poderá ser alterado sim, e o que acontecerá será de acordo com seus esforços e merecimentos. Quando você muda, o Universo começa a conspirar ao seu favor. 

3. Pode ser que a missão de valorizar o dinheiro foi aflorada somente com o surgimento desse problema. 


Portanto, não fique com dó ou pena de pessoas que não podem ter o que você pode ter. Cada um está vivenciando exatamente o que precisa. Se o outro está sofrendo, na verdade, isso é necessário para o bem dele. Se você entendesse que esse sofrimento tem um significado muito importante na vida dele, você não sofreria com a dor alheia. E ajudar nem sempre é bem vindo. Os seres espirituais sabem disso, por isso que não recebemos ajudas a toda hora… por isso que há tantas pessoas sofrendo no mundo todo… É preciso analisar com cuidado se tal ajuda irá realmente ajudar ou irá piorar a situação do outro. Podem ter questões kármicas e desta vida envolvidas, então, siga a voz da sua intuição, e não a do seu ego.

Paula Teshima

São Paulo, 22 de junho de 2018 

www.paulateshima.com

0 visualização

E-mail:

contato@paulateshima.com

Whatsapp:

(11) 99881.0280

Seg - Sex: 14:00 - 00:00

​​Sábados: 14:00 - 19:00

​Domingos e Feriados: 14:00 - 18:00

  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social
Para entrar em contato com a Paula ou sua equipe, utilize o formulário abaixo.

© 2009-2020 Paula Teshima - Todos os direitos reservados.