• Paula Teshima

Como Superar a Perda do seu Pet Sem Sofrer Tanto?

Você sente muitas saudades do seu Pet? Está muito triste, arrasado, e a vida não lhe faz mais sentido? Não consegue esquecê-lo, nem quer ter outro? Saiba que esses sentimentos são normais e que é possível acalmar rapidamente seu coração apenas mudando o seu ponto de vista. 


Quando estamos conscientes do nosso papel aqui na Terra, quando sentimos que realizamos tudo o que tínhamos que educar e aprender com nosso Pet, quando entendemos as leis do universo agindo sobre nós, e quando estamos cientes das consequências dos nossos atos, passamos a ter uma mente muito mais aberta e compreensiva para aceitar tudo aquilo que nos acontece. 


Só sofre quem possui emoções mal resolvidas dentro de si – apego, dependência, solidão, ciúmes, raiva, abandono, falta de carinho, falta de amigos… Se tivesse amor próprio, autoestima elevada, confiança, liberdade, desapego e um forte poder pessoal, sentiria, sim, a tristeza da perda do Pet, mas entenderia que isso foi para o bem de ambos. Ou seja, olhe a situação pelo lado positivo. Foque nas coisas boas, nos aprendizados e até nos desafios, pois isto lhe mostrou que algo precisava ser superado ou melhorado. 

Se, após a morte do seu Pet, você não consegue mais fazer as coisas normais do seu dia a dia, você não consegue parar de pensar nele, fica imaginando ele ao seu lado, significa que há muitas emoções inferiores dentro de você. É preciso trabalhar urgentemente nessas questões para não prejudicar a sua saúde. 

Evite Fazer Isso 

Quanto mais você ficar pensando e falando dele, olhando fotografias, recordando bons e maus momentos, enfim, qualquer coisa relacionada ao Pet, você está se prejudicando com emoções negativas. E também ocorre uma invocação da presença dele na sua direção; isso pode ser reconfortante, mas saiba que você não está deixando-o seguir livremente a jornada evolutiva em paz. 

Solução

A chave é tirar o foco do pensamento negativo e se concentrar em coisas positivas e agradáveis. Sei que isso é muito difícil nessas horas. Por isso, quanto mais você tiver, previamente, se autodesenvolvido, conhecido a sua pessoa, o que você está fazendo aqui na Terra, qual a sua missão de vida, quais seus talentos e limitações, o que é a vida, como a mente humana funciona, como que as leis cósmicas interferem na sua vida diária, e, principalmente, trabalhado fortemente com sua inteligência emocional, você consegue superar facilmente qualquer coisa. E a vida em geral se torna muito mais leve, positiva e agradável. 


Uma dica valiosíssima e muito importante é a seguinte: agradeça a presença do seu Pet na sua vida. Honre aos seus mentores espirituais, ao Criador e aos mentores do seu Pet que confiaram em você para cuidá-lo e educá-lo. E entenda que o propósito de relacionamento com os animais, vai além do carinho, amor e alegria. O que vale é o crescimento, o aprendizado, a experiência e a evolução que só duas almas afins compartilham. Portanto, agradeça pela oportunidade que lhe foi dada e, quem sabe, se reencontrarão em breve para evoluírem cada vez mais. Quanto mais você agradece, mais oportunidades surgirão para você ser grato.

Paula Teshima

São Paulo, 28 de agosto de 2016 

www.paulateshima.com

0 visualização

E-mail:

contato@paulateshima.com

Whatsapp:

(11) 99881.0280

Seg - Sex: 14:00 - 00:00

​​Sábados: 14:00 - 19:00

​Domingos e Feriados: 14:00 - 18:00

  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social
Para entrar em contato com a Paula ou sua equipe, utilize o formulário abaixo.

© 2009-2020 Paula Teshima - Todos os direitos reservados.