Não Fugir ou Ignorar os Desafios

Quando você sabe que o outro decidiu fazer algo arriscado, tudo bem, você não precisa ficar controlando o outro nas suas ações, mesmo que mentalmente, deixa o outro fazer o que ele quiser, se vai fazer bem, se ele quer, se ele precisa… deixa o outro viver a vida dele! Isso é dar liberdade, desapegar, descontrolar… se acontecer algo negativo, e que afete a sua vida, poxa, é uma mudança, uma transformação, sair da rotina, da zona de conforto, significa que você subiu de nível, passou de fase, não precisa mais viver o que tava vivendo até agora, é uma coisa super positiva para você, tudo é positivo, nós humanos que classificamos se determinada situação é positiva ou negativa, mas no final, tudo é positivo, é sempre para o nosso bem. Não precisa ficar preocupada, nervosa, ansiosa com as ações dos outros, tudo vai dar certo porque sempre dá certo. Também é uma forma de nos desapegar da mesmice do passado, da rotina, de fazer sempre a mesma coisa. Temos que é dar parabéns a nós mesmos diante dos acontecimentos inesperados, mudanças… são prêmios que recebemos ao longo da vida, como recompensa de nossos esforços e ações. E, se não acontecer nada demais, beleza, contente-se em ter que permanecer aonde está, provavelmente há ainda coisas para serem vividas e experienciadas na realidade atual.


Recentemente uma pessoa querida foi viajar e me veio a reflexão a seguir. Quando a pessoa que adoramos vai muito longe… viajar, por exemplo, queremos que o tempo passe rápido, retorne logo, para que volte tudo ao normal. Mas, se você fica desconfortável com isso, poxa, não é para ignorar, escapar, fugir dessa situação querendo que passe logo! É para você entender, refletir, pensar, analisar o que você sente, porque sente isso, e ver maneiras de fazer se sentir bem! É isso. Senão, quando isso surgir novamente, sentirá mal de novo. Isso você não quer. Então comece a pensar bem como lidar com isso, compreender e simplesmente aceitar a realidade. Acho que a solução para quase 100% dos problemas que temos é aceitar. Aceitar não é concordar, mas é entender que isso faz parte do processo de aprendizagem e experiência que o ser humano tem que passar, aprender e aceitar. Porque se não está legal, é porque ainda não aprendeu a aceitar esta realidade. Ou seja, tudo aquilo que está legal, que gostamos, que nos sentimos bem, é porque já aceitamos. Então, o trabalho é de conscientização e entendimento e, por consequência, surge a aceitação de que atraímos ou ainda temos que passar por tais situações que precisamos nos curar/melhorar/trabalhar. Daí, a paz pode reinar em nosso interior.