Os Opostos ou os Iguais se Atraem?

No mundo material os opostos se atraem, mas no mundo espiritual os iguais se atraem. Os opostos se atraem fisicamente por conta do ego, da personalidade, das carências interiores...  Os iguais se atraem energeticamente porque são parecidos em alma, em essência, em praticamente tudo o que não é visível.  Não é tão fácil encontrar uma pessoa assim... muito menos conviver com ela. Talvez, de princípio, você se aproxime dessa pessoa porque admira ou repulsa todas ou quase todas as qualidades ou defeitos que você não tem. Se bem que começamos por focar nos pontos positivos primeiro. Já é um passo inicial. Com o tempo, poderás perceber que o outro sente o mesmo que você: ele não possui as qualidades que você possui e passará a admirá-la. Enfim, acabarão por vampirizar ou suprir as carências um do outro. Talvez não seja um relacionamento saudável enquanto ambos não aprenderem curar suas emoções inferiores e se sentirem plenos, felizes e satisfeitos consigo mesmo. Quando você encontra uma pessoa exatamente assim... parece que ela é sua alma gêmea total. Praticamente tudo o que é visível são opostos. Gênero sexual, trabalho, tamanho, traços da personalidade, hábitos do dia a dia, formato do corpo físico, idade física... Mas, ao conhecer profundamente o outro, verá o quanto que "bate" de valores de vida, fundamentos, direcionamentos, questões emocionais mal resolvidas e até vivências de um passado recente ou muito remoto. Ou seja, é como se exatamente, no princípio, uma alma inteira, foi-se dividida em duas, só que certas características foram mais para um e menos para o outro... assim, é a mesma alma tendo experiências humanas totalmente diferentes, resultando em aprendizados, crescimentos e evoluções diferentes. Para que no final, ambos se juntem novamente, enriquecendo essa única alma, duplamente. Por que dois, e não três, quatro, cinco...? Porque aqui neste planeta a lei válida é a da polaridade. Tudo tem dois lados. Não três, quatro, cinco... Então, TUDO é bipolar. E um lado não existe sem o outro.


Nessa interação, mesmo que cada um esteja vivendo com pessoas e ambientes diferentes, obterão, praticamente, ao mesmo tempo, os mesmos tipos de acontecimentos em si (a partir do momento que ambas as almas estejam reencarnadas ao mesmo tempo na Terra). Veja um exemplo interessante:

Ela

É filha, sobrinha, seu tio e sua tia moram no vizinho. Sua tia e seu tio tem a mesma idade que Ele. Seus dois primos tem a mesma idade que os filhos Dele. A pessoa com a qual ela mais conviveu no seu vizinho se tornou médico.

Ele


É pai, tio, seu sobrinho e sua sobrinha moram no vizinho. Seu sobrinho e sua sobrinha tem a mesma idade que Ela. Suas duas filhas tem a mesma idade que os primos Dela. A pessoa com a qual ele mais conviveu no seu vizinho se tornou médico.

Repare que apesar da idade de ambos (Ela e Ele), obviamente, serem diferentes, estão vivendo a mesma situação familiar, obtendo visões e experiências diferentes. Como os parentes moram no vizinho, as duas famílias interagem constantemente e visitam a casa um do outro. É tudo igual e ao mesmo tempo tudo diferente! 

Outros exemplos: 


- Ambos ficam doentes no mesmo tempo, só que um é por, por exemplo, gripe, e o outro é por dor de dente. 


- Ambos ficam estressados, nervosos, irritados... só que um é por, por exemplo, greve de ônibus, e o outro é por ter se desentendido com o colega.


- Ambos tem que cancelar um compromisso combinado, cada um por um motivo diferente.

Quando você vê que isso aconteceu, de fato, você fala: "Nossa Senhora, tem algo aqui... tantas coincidências não são à toa." Num relacionamento deste tipo, a quantidade de surpresas, tanto agradáveis como desagradáveis é enorme! Como ambos são muito diferentes um do outro, você nunca saberá ao certo o que o outro irá achar, fazer, pensar. É uma surpresa atrás da outra. E se você não estiver preparada para lidar, principalmente com as frustrações e decepções, as chances desse convívio dar certo são nulas.  Não pense que é mil e uma maravilhas encontrar a sua outra metade (caso você acredita nisso).  Quando você está 100% certa de que o outro vai agir de tal maneira, e isso não acontece ou acontece totalmente o oposto, você acha um absurdo, impossível, errado, como que o outro pôde fazer isso... daí vem a sabedoria da palavra mágica: aceitação. Simplesmente aceitar o jeito do outro. Pra você o correto é x. Mas para o outro o correto é y. E está tudo bem, ambos estão corretos em seus pensamentos. Não há necessidade de ficar corrigindo, criticando, culpando o outro. Respeite o outro para que você seja respeitada perante os outros também.  Um outro aprendizado que surge neste momento é a sabedoria de não criar tantas expectativas ou desejos. Não focar num único caminho ou resultado desejado. Pense conscientemente nas tantas infinitas possibilidades que conseguir imaginar para determinada situação... trace planos, alternativas, caso não ocorra o que queria. Assim, você diminui bastante seu sentimento de frustração, raiva, decepção. Lembre-se: nada é 100% certo. E é essa incerteza que nos faz irmos adiante nesta jornada.


Paula Teshima


São Paulo, 02 de setembro de 2019 

www.paulateshima.com

0 visualização

E-mail:

contato@paulateshima.com

Whatsapp:

(11) 99881.0280

Seg - Sex: 14:00 - 00:00

​​Sábados: 14:00 - 19:00

​Domingos e Feriados: 14:00 - 18:00

  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social
Para entrar em contato com a Paula ou sua equipe, utilize o formulário abaixo.

© 2009-2020 Paula Teshima - Todos os direitos reservados.